18 junho 2017

BOOKHAUL - DIA DOS NAMORADOS

Dia dos namorados é uma data um tanto simbólica para os casais que verdadeiramente se amam. Alguns esperam ansiosos por esse dia, outros alegam que enquanto o dia é para os casais, a noite é destinada para os solteiros. Eu, como a esquisita que sou, nunca me importei muito com a data em si, só com o que ela ofereceria, no caso. Uma boa companhia, jantar fora, declarações de amor e demonstrações de carinho. Além de presentes. Muitos presentes. E parece que as livrarias sabem como agradar aos casais, já que não é o primeiro — nem o segundo — ano que oferecem belos descontos aos casais enamorados.
E foi graças a mais uma promoção louca de desconto progressivo na Saraiva que me dei bem, ou melhor, o maridão se deu bem, e me deu de presente vários livros que estavam na minha wishlist de Junho (quem quiser conferir a wishlist, é só clicar aqui!).


         

         

      

Lembram-se que no post da wishlist comentei que uma de minhas metas literárias esse ano é a de concluir as séries que comecei? Pois é, com esses presentinhos do dia dos namorados consegui concluir a algumas delas. E comecei algumas outras, para meu desespero!

Os Bedwyns, de Mary Balogh, enfim estão juntinhos na minha estante, porém ainda não terminei de ler os dois últimos, mas já sinto aquele aperto saudoso no peito a cada vez que empilho os livros que pretendo ler esse ano, ainda. Ainda no mundo dos romances de época, aproveitei os preços maravilhosos e comprei os três volumes da série castles ever after de Tessa Dare. Já li os dois primeiros volumes em ebook e confesso que não estavam na prioridade para compras, mas não resisti e trouxe para a estante. Entre o amor e a vingança é o primeiro livro da série o clube dos canalhas (ou the rules of scoundrels, como é internacionalmente conhecida) da Sarah MacLean, outra autora de romances de época que sou completamente apaixonada.

Bela Redenção e Bela Distração eu aproveitei o super desconto da Amazon e só por isso os comprei. Infelizmente não vou lê-los tão cedo, já que ainda não li a trilogia que precede a série dos irmãos Maddox e nem pretendo ler tão cedo. A chama dentro de nós dá continuidade a série os elementos da autora Brittayni C. Cherry; e Prometida é o quarto livro da série perdida da Carina Rissi.



Ao todos foram onze livros e posso dizer que foram compras muito produtivas. Estou muito feliz e realizada com essas aquisições. ♥

Ah, em breve trarei detalhes sobre como estou planejando meu cantinho da leitura. Estou só esperando ter tudo certinho para mostrar tudo de forma mais organizada :)
Até a próxima <3


08 junho 2017

A JOGADA PERFEITA - EVILANE OLIVEIRA


Título: A Jogada Perfeita
Autora: Evilane Oliveira
ISBN: B01MFBDE9P
Ano: 2016 | Páginas: 346
Série: Touchdown - #01
Editora: Independente | Amazon

Nota: 5/5






Sinopse: Kayla Lawson sempre sonhou em ser enfermeira. Com uma mãe depressiva e sem saber onde anda o pai homossexual que a abandonou ao lado da mulher que sequer sabe que ela existe, o trabalho é uma fuga da triste realidade em que vive. 
Em uma das vezes que Emma, sua melhor amiga, insistiu que saíssem, Kay vai parar em um estádio de futebol imenso e é nesse dia que ele conhece o tão falado quarterback, lindo e quente como o inferno, Dominick Reilow. 
Numa noite fria e sem movimento no hospital onde trabalha, ela o reencontra. Nada a preparou para ver o cara gigante tanto no campo quanto de corpo, paraplégico. Kayla se doa para Dom. Ela cuida e protege, mas isso que era para ser apenas seu trabalho aos poucos se torna algo maior.
Lentamente eles se entenderam e uma verdadeira amizade crescerá entre eles. Dominick confia em Kayla como nunca confiou em alguém, mas ela quer mais que apenas confiança. 
Ela quer seu coração.


Vocês sabem que sou #alokadosebooks, certo? Pois é, foi assim que ano passado conheci Dominick e Kayla e, consequentemente, a Evilane. Eu estava baixando livros no Kindle que ganhei de Natal do marido e, nas recomendações estava A Jogada Perfeita; após ler a sinopse resolvi arriscar e baixar. E qual foi minha surpresa ao terminar esse livro com lágrimas nos olhos e uma sensação de vazio, pedindo por mais.

Lembro-me que, ao finalizar esse livro, precisei de alguns momentos para digerir tudo o que foi vivido nas breves páginas e, foi então, que a ficha caiu. Eu me apaixonei pela força de Kayla, pela determinação de Dom e pela escrita da Evi.


A autora começa o livro com um prólogo um pouco no futuro, o que te deixa completamente apreensivo e coçando o dedo para virar a página. Foi aí que meu coração acelerou e comecei a compreender que necessitava saber um pouco mais da estória de Kayla e Dominick.

Kayla é uma jovem e bela enfermeira que, apesar dos desafios diários que a vida lhe impõe, veste seu melhor sorriso e cuida de seus pacientes com amor e dedicação. Seus problemas pessoas a impedem de ter uma vida comum, sair, beber e se divertir. Emma, sua melhor amiga, quer tirá-la desse ciclo vicioso de trabalho-casa-trabalho e a leva para assistir a um jogo de futebol americano e é lá que, pela primeira vez, os olhos de Kayla encontram os de um sedutor jogador.


Dom não é um quarterback qualquer, ele é simplesmente o melhor, e sua fama somada a sua boa aparência o levam a ser um rapaz muito cobiçado e ele sabe como viver a vida. Festas, mulheres e muita diversão, além de treinos, claro. Mas tudo isso perde um pouco o sentido quando ele sofre um acidente de carro que o deixa paraplégico.

Ao acordar no hospital sem sentir suas pernas, Dom se desespera. O olhar de pena no rosto de seus familiares e seus colegas de time são a pior imagem que ele poderia ver. A doce enfermeira que cuidava dele era a única que não o olhava com pena.
Dominick se calou, comunicando-se somente quando muito necessário e através de papel e caneta. Mas Kayla era insistente e começava a povoar seus pensamentos ao mesmo tempo que ele se via inválido e com os sonhos de sua vida arruinados.

A avó de Dom — Nanã — percebe que a enfermeira é a única que consegue colocar algum brilho nos olhos do neto e a contrata em tempo integral para cuidar dele, o que é ótimo já que graças a uma tremenda confusão, nossa mocinha acaba por ficar desempregada. E assim, Dom e Kayla passam a se conhecer cada vez mais, a atração entre eles cresce a medida que passam mais tempo juntos.
Sentindo-se  um fracassado, Dominick tem sua autoestima baixíssima. A paraplegia o faz depender completamente das outras pessoas e isso o impede de ir em frente com nossa mocinha.

- Eu não sei falar bonito, Ruiva. Porém eu sei o que meu coração sente. Eu sei que quando você chega ele se alegra, eu também sei que quando você vai embora ele se aperta. Parece sufocante. Foda-se o que eu disse sobre nós dois não podermos ficar juntos. Você é minha constante, Kayla. Eu te amo.

A grande questão do livro é: será que Dom irá compreender que mesmo paraplégico ele pode ter uma vida relativamente comum? Aceitar sua condição é muito difícil, mas renegar aos sentimentos que crescem dentro de seu peito também não é uma tarefa fácil.

Eu amei a forma como a autora soube abordar os medos e traumas de Dom, a maneira como ela colocou os pensamentos dele e descreveu todo seu sofrimento ao se ver completamente dependente de outra pessoa para coisas tão banais como tomar banho. Foi incrível!
Evilane soube trazer ao mundo um personagem forte e impassível que, em uma situação tão difícil, se vê fraco e desestimulado, mas não desiste. Dom luta com unhas e dentes e toda a força que consegue reunir para voltar a andar. Ele recorre a uma fisioterapeuta que o estimula a ir embora e ele precisa decidir entre ficar com seu amor, e recuperar sua forma plena.

Kayla é uma mocinha forte. Seu pai assumiu sua homossexualidade e abandonou a mãe e a ela, ainda muito jovem. Damien, seu irmão de criação e também homossexual acaba por se relacionar com um homem abusivo e, de uma forma inesperada, ligado a Kayla.
Nossa mocinha sofre muito! Muito mesmo! Kay carrega o problema do mundo nas costas mas isso não a desanima. Nunca! A única vez que ela fraqueja é quando se vê sozinha em meio a um turbilhão de acontecimentos.


É engraçado como eu, lendo a sinopse e vendo a capa do livro, logo liguei o enredo a algum jogador famoso se relacionando com uma mocinha problemática e aquele mesmo blá blá blá de sempre. E então a Evilane conseguiu me deixar completamente estarrecida mudando completamente o foco do livro. O enredo é tão bem trabalhado que o leitor consegue sentir a frustração de Dom por ter que abandonar, mesmo que temporariamente, aquilo que ele mais ama fazer.
Em alguns momentos eu fiquei "poxa, mas porque ele não entrega logo o coração dele pra ela?", mas foi fácil entender, pelo ponto de vista do Dom, que ele queria estar inteiro para ela, que ele lutou dia após dia para voltar a andar não só pelo futebol, mas pra dar a mulher que ele ama uma vida completa e feliz.

Esse livro é uma bela lição de vida. A escrita da Evi é fluída e fácil de acompanhar, o desenvolvimento é maravilhoso e o final, mesmo que já esperado, encanta e deixa o leitor emocionado.

Esse livro nos apresenta, também, aos outros personagens da série Touchdown. Kath e Derek participam bastante deste livro e a autora deixa muitos pontos de interrogação na cabeça do leitor, aguçando ainda mais nossa curiosidade para ler os próximos livros. Anabelle e Calleb também são introduzidos durante a narrativa.

Esse enredo fala de muitas formas de superação. Durante o mês de Março, a nossa parceira fez um mês dedicado a AJP nas redes sociais e, é claro, eu não podia deixar de participar e escolhi de forma bem criativa ressaltar a cada post algo que me chamou atenção na estória. E a forma dos personagens de lidar com suas frustrações e problemas pessoais foi, com certeza, o que mais me agradou. Evilane nos guiou de forma perfeita por todos vários tipos de dramas, dos familiares até problemas bem sérios como a depressão.

- Deixe o tempo mostrar o quanto a jogada de vocês vai, não só, fazer um touchdown, mas também vencer o campeonato inteiro.


Sem dúvidas A Jogada Perfeita é um livro desses que se carrega para o resto da vida. A cada linha, a cada página virada, nos encontramos — nem que seja um pouco — nos personagens e situações.

Evilane, sua linda! Parabéns pelo seu trabalho! Você sabe que sou completamente apaixonada por Dominick e Kayla e o quanto eles representam para mim. Eu sofri, chorei, ri, me emocionei e pulei de alegria lendo esse livro. Me vi em várias situações e descobri que a a fantasia realmente imita a realidade. Sou muito grata a você por compartilhar com o mundo uma narrativa tão maravilhosa!
Parabéns, amiga! E que seu trabalho seja conhecido a cada dia mais. Que Dom e Kay conquistem muitos leitores mundo a fora, e que eu possa ver seu sucesso chegar mais rápido do que imaginamos. Torço muito por você! <3

Não quero fazer uma análise muito técnica desse livro, porque me envolvi muito emocionalmente e sou péssima para separar coração de razão. A capa tá linda, a diagramação maravilhosa. ♥



Criado por: Mariely Abreu | Todos os direitos reservados ©. voltar ao topo